sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

A minha teoria é

Eu nem sei às vezes como proceder, quando souber o farei.


Ensinaram-me noutra noite de despedida daquelas que eu amo findadas em abraços que meu tempo eu quem faço quando quero, é a mais pura verdade!
Eu posso dizer não, eu consigo muito mais que isso.

A minha teoria é de os que possuem coração mole, frouxo, bonzinho e ai por diante em certo momento se dissolve resultando em um não.
Tem mais, minha liberdade vai até o ponto em que eu não ultrapasso os limites do seu espaço. Minha liberdade vai bem enquanto eu me respeito em primeiro lugar, assim aprendo a dizer não pra manter minha vida em paz.
Bem sei que...
Muito mais fácil é não encarar, pintar alvo, como se fosse viver de livramentos que me prende ao passado.

Felizes aqueles que honram seus Pais...
Não posso me dar o luxo de viver de fleches e brilhos que enchem os olhos, mas nem toca a alma... Ir onde quer e chegar a qualquer hora é sintomas de perda da obediência e honra aos pais.
Jogue uma pedrinha num rio e perceba a dimensão da distância alcançada pelas ondas.
Bobagem? Não é não! Digo mais; tenho vivenciado dias com tantas pessoas diferentes simplesmente pra ter a garantia do que sinto falta.
Eu sinto!

Sou agraciado a cada dia pelas vivências e testemunhos de controvérsias ditas ao meu respeito.
Mas eu sinto dores, e por isso que pressiono estancando pra eu não me esvaziar de mim mesmo. Caso eu deixe acontecer você não vai me reconhecer.

Eu nem sei às vezes como proceder, quando souber o farei.
Eu mesmo, Marcos.

11 comentários:

Bruna x) disse...

Olá =)
Olha só...Blog de cara nova!
Tá tiliindu *.*

Revisaste sua 'teoria', ou está sendo?
Mas, como citaste no artigo anterior "O mundo de nossas vidas não para de dar voltas".

Agraciada com suas palavras.
Sua leitura 'deliberadamente' apenas pras saber sobre, está sendo de GRANDE valia. (pra vc mesmo)

Parabéns pelo blog!
Abraço o/

Palavras ao Vento disse...

Bruna?
1.
Seja sempre bem vinda por aqui, feliz por estar sendo agraciada por minhas palavras ao vento...
2.
Fantasmas e vivos sempre aparecem!
3.
Não entendi (pra vc mesmo)?
4.
Obrigado, e abraço pra tu também!

Bruna x) disse...

Sim =) Eu!
1.
Agradecida pelas boas vindas. (continua sendo um gentleman)
2.
Fantasmas e vivos sempre aparem mesmo! HAHA =P (levei na esportiva, pq soou um pouco que agressivo, ou até mesmo debochado, mas é sempre bom tirar graças nas coisas)
3
.Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.(já dizia o pensador) ;D
4.
Só pra saber que estive por aqui, apenas pra amenizar um 'tikito' da saudade.




Beijos ;o*

Palavras ao Vento disse...

É, Bruna,me controlei pra não ser debochado e sim passar alguma graça.
Creio que consegui.
Fiz esse poema pra você Bruna.
Bate coração, Bate!Forte!Fraco!acelera, acalma...
Gostou?

Prefiro não comentar o ponto n°.3.
Muito menos o n°.4.

Beijos!

Bruna x) disse...

Nem vou responder. (Já respondendo)

Palavras ao Vento disse...

(...)

Bruna x) disse...

A única coisa que não consigo entender, o pq está se comportando assim cmgo?! Mas, tudo bem...

Palavras ao Vento disse...

E Agora que sabes,conseguiu entender?
:*

Bruna x) disse...

Ainda não. Mas, foi ótimo te ver!

*;

Palavras ao Vento disse...

Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.(já dizia o pensador) ;D




:*

Bruna x) disse...

Gracinha!

;*